Corte em segurança

06Jul06

Governo anuncia corte em segurança

BR Press

Vanessa Mael, do Extra*/Especial para BR Press
(Nova York, BR Press) – O Department of Homenland Security (DHS) anunciou que os fundos para proteção a ataques terroristas para a cidade de Nova York foram cortados em 40%. Washington D.C. também sofreu corte no investimento. Entretanto, outras cidades menores, como Omaha e Louisville, KY, receberam aumento no incentivo à luta contra o terrorismo.

O total do investimento nacional em patrulhamento e proteção de área urbanas contra ataques terroristas é de US$ 711 milhões. Os líderes do DHS vetaram este valor. Os protestos surgiram de todas as partes. Em Nova York, o prefeito Michael R. Bloomberg afirmou que a cidade deveria ser prioridade do departamento de defesa. Em Washington, o prefeito Anthony Williams disse que o as áreas rurais são alvos improváveis e, por isso, áreas urbanas deveriam receber um aumento no investimento.

Mal articulados

A justificativa do DHS é que esta nova medida adotada seria resultado de um processo de avaliação sofisticado, combinada com uma recolocação de verbas do Congresso norte-americano. Este processo de avaliação executado por oficiais do governo consistiu em um estudo sobre a efetividade das propostas de investimento em 46 áreas urbanas. O resultado apontou que um corte no valor destinado à proteção do país era necessário, pois o investimento original havia sido baseado em planos mal articulados.

Em 2005, New York recebeu uma receita de US$207 milhões. Com a nova medida, a cidade deverá receber em 2006, US$124 milhões. Washington, que recebia US$77 milhões, teve a receita diminuida para US$ 46 milhões.

No outro lado, Louisville, Omaha e Charlotte tiveram o valor total do investimento aumentado em 40%, cada uma deve receber cerca de US$ 8.5 milhões em 2006. Newark e Jersey City também receberam aumento de investimento de 44%, resultando em um valor de US$ 34 milhões investidos no combate ao terrorismo.

Apesar dos protestos em Nova York, residentes e governantes de cidades como Omaha, comemoraram o aumento no investimento e já prevê parte da verba para o treinamento de emergências e

compra de equipamentos de resgate. Em Nova York, parte da verba era destinada a cobrir o salário de horas extras de policiais que guardam locais de risco, como pontes, estações de metrô e prédios famosos.

(*) Conteúdo do jornal Extra, publicado nos EUA e distribuído no Brasil pela BR Press.



No Responses Yet to “Corte em segurança”

  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: