Threesome

01Nov05

Eu costumo desenvolver teorias loucas. Geralmente elas são desprovidas de qualquer senso, e eu faço piada do que invento. Mas nos últimos tempos eu tenho pensado muito sobre relacionamentos. Não, não relacionamentos comuns, eu já passei toda a minha existência pensando sobre estes. Estou pensando no próximo passo, daqui há 20 anos, quando relacionamentos envolverão mais de duas pessoas, três, possivelmente quatro.

Não acredito em monogamia. Não é idéia nova, esta. Simplesmente acredito na capacidade de amar mais do que um indivíduo ao mesmo tempo. Não apenas amor carnal. Que é possível sentir tesão por mais de uma pessoa, ao mesmo tempo, todo mundo sabe. Estou falando de amor romântico, do sentimento.

Aí me deparo com esta matéria – Monogamy, Here Today, Gone Tomorrow – do Jacques Attali para o Foreign Policy, e com o trailler do filme Three of Hearts, que traduz exatamente o tipo de relacionamento que eu estou tentando explicar.

É bom repetir e tentar deixar claro, eu não estou falando de putaria, não estou falando de sexo. O título do texto é justamente irônico com isso. Estou falando de gostar de duas pessoas ao mesmo tempo, de querer estar perto das duas, com a mesma intensidade, de formas diferentes. Falando em relacionamento, em dividir as coisas, no dia-a-dia.

Não vou me aprofundar nos pproblemas que isso pode gerar, nas dificuldades, e nem usar a frase, “se já é difícil com apenas um, imagine envolver mais jogadores…” Isto é outra discussão.

“Monogamy, which is really no more than a useful social convention, will not survive. It has rarely been honored in practice; soon, it will vanish even as an ideal. I do not believe that society will return to polygamy. Instead, we will move toward a radically new conception of sentimental and love relationships. Nothing forbids a person from being in love with a few people at the same time. Society rejects this possibility today primarily for economic reasons—to maintain an orderly transmission of property—and because monogamy protects women against male excesses.”

Aparentemente, eu não sou a única pessoa que pensa assim. Monogamia chega a ser hipocrisia. Eu vou me divertir quando, no futuro, eu ver os relacionamentos desta forma:

“Quais os nomes dos seus namorados?”

Plural, babe.

**

**E aí eu encontro as pessoas discutindo o direito do casamento entre pessoas do mesmo sexo… Tsc, tsc, tsc. Pre-histórico isso. Eu já estaria discutindo detalhes sobre o direito ao casamento com três ou mais pessoas!



No Responses Yet to “Threesome”

  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: